Outubro Rosa: Umuarama Concessionárias entrevista Dra. Thais de Melo Passarini. Aprenda mais sobre a prevenção, os sintomas e muito mais!

 em Artigos

Em homenagem ao Outubro Rosa, a Umuarama Concessionárias convidou a Dra. Thais de Melo Passarini, Oncologista Clínica do Grupo Oncoclínicas e Hospital Biocor em Belo Horizonte/MG, para falar sobre o movimento rosa, a prevenção e os sintomas mais comuns, além de dicas especiais para as mulheres.

Mas afinal, o que é o Outubro Rosa, Dra. Thais? O Outubro Rosa é um Movimento internacional de conscientização para o controle do câncer de mama. A data é celebrada anualmente, com o objetivo de compartilhar informações e promover a conscientização sobre a doença; proporcionar maior acesso aos serviços de diagnóstico e de tratamento e contribuir para a redução da mortalidade.

O que causa o câncer de mama?

O câncer de mama é causado por alterações genéticas, diretamente relacionadas à biologia celular, que podem ser estimuladas por fatores ambientais tais como: tabagismo, uso de hormônios (TRH – terapia de reposição hormonal por tempo prolongado), obesidade e alcoolismo. Também é mais frequente nas mulheres que têm início da menstruação em idade muito jovem e menopausa tardia. Em 5 a 10% dos casos o tumor decorre de mutações genéticas encontradas em grupos familiares, e é mais frequente em determinados grupos étnicos como, por exemplo, as mulheres brancas, caucasianas, particularmente as judias de origem européia.

Existe algum sintoma além de caroço no seio?

O sintoma mais comum de câncer de mama é o aparecimento de nódulos, que em geral são indolores, frequentemente duros e irregulares, porém esse não é o único. Outros sinais que podem sugerir câncer de mama são: Inchaço em parte da mama semelhante à casca de laranja, irregularidades ou retrações na pele da mama, dor ou inversão do mamilo, vermelhidão e descamação do mamilo ou na pele da mama, saída de secreção pelo mamilo, particularmente se for sanguinolenta ou translúcida e nódulo nas axilas.

Qual é a melhor prevenção ao câncer de mama?

A melhor forma de prevenção é através da mudança do estilo de vida. O meio ambiente pode atuar como adjuvante na manifestação genética que pode dar início ao crescimento de uma célula tumoral. Sendo assim, assumir hábitos de vida saudáveis é fundamental, como prática de atividade física, controle de peso, alimentação saudável, evitar abuso de bebidas alcoólicas e tabagismo, amamentar.

Não há como se prevenir o aparecimento do câncer de mama de forma absoluta. O que realmente impacta na chance de cura é o diagnóstico precoce. Por isso a importância dos exames diagnósticos de rotina. A mamografia deve ser realizada anualmente a partir dos 40 anos, ou antes conforme indicação médica. O auto-exame é encorajado, já que muitas mulheres conseguem detectar o crescimento de nódulos e procurar atendimento a tempo de garantir a cura. 

Prótese de silicone nos seios pode levar à doença?

Prótese de silicone NÃO é fator de risco para o desenvolvimento do câncer de mama, porém podem dificultar o diagnóstico da doença. Além disso, a literatura médica descreveu nos últimos 20 anos raríssimos casos de linfoma anaplásico de grandes células (ALCL)” em portadoras de próteses.

Quais mudanças de hábitos podem diminuir a chance de desenvolver câncer de mama?

  • Alimentação saudável e regular (comer de 3 em 3 horas), priorizando os alimentos naturais (frutas, legumes e verduras ) e evitando os alimentos industrializados e o excesso de gorduras e carboidratos simples.
  • Praticar exercícios físicos. O ideal são 150 minutos de atividades físicas moderadas ou 75 minutos de atividades vigorosas divididas pelos dias da semana.
  • Cessar tabagismo e reduzir a ingestão de bebidas alcoólicas.
  • Evitar o sobrepeso / obesidade.

Têm alimentos que ajudam na prevenção do câncer de mama?

Uma dieta rica em alimentos in natura, em especial os de origem vegetal, ou minimamente processados, como frutas, legumes, verduras, cereais integrais, e pobre em alimentos ultraprocessados, como aqueles prontos para consumo e bebidas açucaradas.

Pílula anticoncepcional aumenta o risco da doença?

O risco de câncer de mama atribuível ou uso de anticoncepcionais hormonais é muito baixo. Estudo publicado no New England Journal of Medicine em 2017 mostrou que o risco se eleva na medida em que aumenta o tempo de uso e a idade das mulheres. É importante alertar que o estudo não avaliou o impacto na mortalidade. Por outro lado, os anticoncepcionais reduzem o risco de câncer de ovário, de endométrio e câncer colorretal. O ideal é que cada usuária do método avalie e discuta com seu médico sobre os riscos e os benefícios desta decisão, levando em considerações fatores de risco como história familiar e fatores ambientais.

Que dicas e conselhos é preciso seguir para manter a saúde das mamas?

Conheça suas mamas (olhe e toque). Vá à consulta médica regular com ginecologista ou mastologista. Faça a mamografia anual a partir dos 40 anos. Pratique atividade física regular, tenha uma alimentação saudável e evite ingestão de bebida alcoólica e tabagismo. 

Se pudesse dar um conselho para as mulheres neste Outubro Rosa, o que diria?

Aproveitem a campanha para cuidar da saúde como um todo! Física, mental, espiritual. Nesse mês de outubro, marquem suas consultas médicas e seus exames periódicos. Se conheçam, se toquem e busquem um estilo de vida saudável. As chances de cura do câncer de mama chegam a 95% se diagnosticados em fase inicial. 

Como está os seus exames? Lembre-se, a prevenção é o melhor caminho!

Nós, da Umuarama Concessionárias, queremos agradecer muito a Dra. Thais pela entrevista e reforçar nosso apoio à essa causa tão importante. Este é um mês para lembrarmos a importância da prevenção contra o câncer de mama e por isso pedimos: previna-se, cuide-se e celebre a vida!

Recommended Posts

Deixe um comentário